segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Diálogos II

-Tem gripe. Leva este anti-inflamatório e paracetamol 1g, que pode tomar até 3 vezes por dia se tiver febre.
-Então e não pode ser gripe A?
-Pode.
-Então..., e não me dá Tamiflu?
-Não.
-Mas não se deve dar Tamiflu na gripe A?
-Não.
-Mas dizem que é o melhor remédio, nas notícias todas!
-Mas não, não é....
-Então, e assim não posso contagiar os outros?
-Claro que pode, deve resguardar-se até estar tratado. Como com qualquer gripe. Mas se apesar dos cuidados contagiar alguém, não há crise, trata-se também essa pessoa.
-E os outros, que contactam comigo, não devem tomar Tamiflu se eu tiver gripe A?
-Nem os outros, nem ninguém. Não faz diferença. Deve fazer estes remédios que lhe disse. Se quiser.
-Então, quer dizer que não me vai fazer o teste!
-Não.
-Pfff. (Saindo de Serviço de Urgência) Vou mas é ligar a alguém da Saúde 24!

10 comentários:

Luís T disse...

Bom, V. Exª., caro Dr, ao recusar receitar o milagroso Tamiflu arrisca-se a ir para o inferno (quando morrer, obviamente).
Eu, como não sou médico, não sei o que deu nestes médicos que tratam a gripe A como se de uma gripe mais ou menos normal se tratasse.
Ou será que devo por a questão de forma inversa?!
O que deu nalguns médicos - e outros - para tratar a gripe A como se se tratasse da pior maleita dos últimos séculos?
Será que não têm noção do ridículo?
Ou serão uns apaixonados do ridículo?!
Ou serão ... ?

Placebo disse...

Bem-vindo, fiel leitor nº2 ;)

Placebo disse...

Ó Luís T, tentei aceder ao seu blog, por cortesia e curiosidade (em partes iguais), e o meu computador disse que o mesmo era "maligno" (sic), ou que tinha "conteúdo maligno" (tipo "implante metastático").

Como calcula, para mim o conceito de malignidade gera particular preocupação, por motivos profissionais e, sobretudo (sim, sou por natureza egoísta), "derivado" do meu amado tabaco, indissociável das minhas vias aéreas há longos e gloriosos anos.

Esclareça-me, que nestas coisas de informática sou tão entendido como a generalidade da população o é esclarecida em Medicina: não corro o risco de ficar com o meu computador "oncológico" se clicar no botão "adiante", ou lá o que era...?

Ou será melhor esperar por quimio e/ou radioterapia informática, para depois então, caso a doença seja tratável e tenha sido apanhada em fase precoce, o visitar em total segurança?

Saudações!

Sousa Cintra disse...

Gosto do teu blog. :-)

Placebo disse...

E eu do teu, presidente ;)

Luís T disse...

Bom dia Dr.
Desconhecia essa classificação. Confesso. Acedo ao blog várias vezes e em vários PC (e por vezes em vários países) e nunca me deparei com esse "implante". O pessoal do Google lá sabe por que o considera perigoso. Talvés porque os rascunhos não são politicamente correctos ...
Quanto a si, Dr., pode aceder ao blog se assim o entender porque nada de mal lhe acontecerá.

Anónimo disse...

Placebo, não seja modesto! Não tem só 2 fieis leitores. Tem pelo menos 3!

Coração Felpudo disse...

ou 4......

cristina disse...

ou 5,mas atenção eu sou a fã n 1 certo Drº? hehehehhehe

Anónimo disse...

Sr Doutor
Perdão pela intromissão na contagem, mas ... somos pelo menos 6!
Cumprimentos