quarta-feira, 10 de junho de 2009

Xinfrim

Anda para aí um xinfrim quanto a eleições, e a uma pseudo-mudança de poder que se adivinha no país. Não me interpretem mal, não sou Socialista, não acredito em putativos benefícios quanto a poderes intervencionistas do estado na economia, nem na bondade potencial de todos os Homens, que alguns creem ser-lhes inerente. Também não acredito em religiões nem noutras cousas meta-reais. Acredito no mérito, na sua discriminação positiva, num sistema economicamente liberal e socialmente autoritário, na desigualdade entre todos os homens e mulheres. Perguntar-me-ão agora: afinal acredita ou não no Pai Natal? Bem sei, que não faz sentido.... Voltando ao tema simples do post, que isto estava a começar a ficar complicado: mas que mudança? Só se for a alternância do costume! Ou seja, voltam daqui a pouco aqueles que, e todos os conhecemos bem, no governo, no parlamento e em todas as chefias das diferentes instituições públicas, hospitais incluídos, saíram dos seus postos há 4 anos por troca com os que se encontram lá agora. E dos quais ninguém gostava, e todos se queixavam.... Mudança? Mas em que país é que esta gente vive? A minha vida, à medida que os anos passam, cada vez mais se parece com um disco riscado....

3 comentários:

cristina disse...

ola, já não é mau ha pessoas que a medida que o tempo passa a vida piora

Voualiejavolto disse...

Tambem me sinto riscado.

Taciana disse...

Entrevista: deputado Celso Giglio fala sobre CPI dos cursos de medicina

O deputado estadual Celso Giglio (PSDB/SP), presidente da CPI que vai investigar a proliferação dos cursos de medicina disse estar preocupado com o grande número de abertura de novas faculdades de medicina. Em entrevista exclusiva à Rádio FENAM, o deputado apontou que a qualidade do ensino médico vai ser um dos principais pontos questionados durante a CPI.

Confira a entrevista completa na rádio FENAM: http://portal.fenam2.org.br/portal/showData/385840